segunda-feira, 16 de maio de 2011

Xixi no pneu do carro: como evitar?

Este é um comportamento que pode parecer cômico, se não fosse trágico para alguns donos de cães, que acabam vendo as rodas dos carros enferrujarem depois de tantos xixis por ali...

Entendendo o motivo da “preferência”

Quando o automóvel se movimenta, os pneus passam por locais com os mais diversos e variados cheiros, que ficam impregnados na borracha.

Para os seres humanos, isto não faz nenhuma diferença. Afinal, somos dotados de "apenas" uma média de 6 milhões de células olfativas. Mas, para os cães, que em determinadas raças podem chegar a ter 300 milhões de células olfativas, um pneu de carro é um verdadeiro “mural de informações” sobre o que está acontecendo no mundo exterior!

Assim, considerando que urinar funciona, para os cães, como uma forma de comunicação, ao sentirem tantos cheiros diferentes, eles (especialmente os machos), são atraídos de forma quase irresistível a fazer um xixi na roda do carro para também deixar suas informações.

O que fazer?

Em geral, este comportamento só causa aborrecimentos quando o cão fica na garagem da casa ou tem livre acesso ao local onde estão os carros. E é mais usual em machos, já que estes têm o instinto nato de marcar locais com urina com uma frequência maior do que as fêmeas (apesar de não ser raro observar algumas “damas” levantando a patinha para fazer xixi).

A forma mais eficaz de evitar este comportamento seria impedir que o peludo ficasse perto do carro, para afastar a tentação de cheirar a roda e fazer um xixi em seguida. Mas, para muitos donos de cães, não há como implementar esta mudança: o local onde o cão fica é o mesmo onde o carro é deixado estacionado.

Mas existem algumas providências que podem ser tomadas e ajudam na questão.  

Em primeiro lugar, é preciso que o cão seja ensinado a fazer as necessidades em local específico. Para tanto, facilita muito delimitar o local utilizando jornal ou tapete higiênico, que absorvem o xixi rapidamente. É importante que o local seja confortável para o cão utilizá-lo como “banheiro”, ou seja, de fácil acesso, ao abrigo de sol excessivo, frio e chuva (do contrário, ele não vai querer “usar o banheiro” em condições adversas), longe da cama e potes com comida, já que os cães não gostam de fazer as necessidades perto do local onde comem e dormem.

Delimitado o espaço onde deverá ser o banheiro, é importante incentivar o cão a usá-lo. Como fazer? Recompensando-o sempre que fizer ali! Fica mais fácil ter esta oportunidade estando com ele no local após uma refeição, logo ao acordar ou depois de brincar, situações em que os cães costumam estar mais “apertados”.

Além disso, no caso dos machos, uma dica bacana é deixar algum objeto alto, como um cone de plástico, para que eles tenham algo para levantar a patinha e mirar, como se fosse um poste (a roda do carro cumpre bem esse papel...).

Finalmente, existem produtos próprios para eliminar odores de urina, à venda em lojas especializadas, que devem ser utilizadas nos pneus para que estes não fiquem tão atrativos para o cão.


Alerta! É terminantemente proibido copiar os artigos deste blog sem citação da fonte. Plágio é crime previsto no Código Penal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do que leu? Vamos trocar ideias sobre o assunto? Comente aqui!

OBS.: não serão publicados comentários contendo xingamentos, palavrões, ofensas ou incitação a violência contra animais e/ou pessoas.